Mesmo destino, rota diferente.

Seria uma rota comum de Londres para Amsterdam, mas senti aquela palpitação diferente quando busquei uma outra alternativa para o caminho.

Sempre me lembro do Amyr Klink dizer que ele gosta de surpresas e na hora faz o melhor que ele pode. “Se não dá para ir para o Sul , paciência, vamos para o Norte”. Não sei se isso é o que determina um explorador, mas sem dúvida é muito do que me constitui. Eu mudo rotas e maneiras de chegar aos lugares, seja a pé, de bicicleta, de barco ou dirigindo. Não sigo o mesmo caminho a todo momento e foi costume assim na minha vida, desde uma participação em alguma atividade religiosa ou até mesmo nas minhas convicções políticas. Sou livre para experimentar, mudar de ideia e de caminho sempre e não tenho medo de experimentar, quebrar a cara e refazer tudo de novo. Sou resiliente por hábito e isso para mim é fundamental.

No caso de Londres, seria um avião para Amsterdam em poucas horas de vôo. Resolvi pegar um navio e desde o sentir balançar do corpo enquanto deitava na cabine, até o enxergar o sol nascendo de uma janela de vidro no meio do mar, foi tudo incrível.

Mas olhe só, preste bem atenção. Os caminhos não são incríveis por si só. O que é incrível é a maneira pela qual os escolhemos. Você pode dormir a passagem toda, pode cochilar enquanto a nuvem está ao seu lado e pode se voltar para o celular enquanto a estrada estiver passando. O que é sempre extasiante na minha vida é a minha percepção de aproveitar o que está sendo exposto no mundo, naquele momento em que está acontecendo, girando, existindo.

Já cansei de receber mensagens dizendo que alguma recomendação que eu fiz em viagens não foi tão legal quanto eu descrevi no momento em que divulguei. E eu sempre penso nessa hora que o que eu vivo não é algo para ser copiado literalmente, assim como você não copia um modelo de algum desfile fashion. Você só pega a tendência e a inspiração. Não copie que vai dar errado. A vida que eu vivo tem a minha ótica pessoal, o meu olhar e minha percepção de mundo e o que eu divido não é um modelo para ser seguido, mas uma experiência para ser analisada e refletida. É sempre bom encontrar o próprio rumo.

Tenho certeza que muitos ficariam enjoados com o balanço do navio, achariam uma tragédia atravessar três Estados em um barco de garrafas plásticas ou até mesmo ir para o trabalho suando em uma bicicleta. Mas o que é interessante é que cada um encontre a sua melhor maneira de vivenciar o presente, seguindo sua própria intuição e acordando para o agora. Sei que o meu modo operante não consegue ser um padrão social, nunca vai ser e nem precisa tampouco. Intensidade de movimento cansa, por vezes é improdutivo e não faz sempre a roda da praticidade girar. Inviável um mundo de Renatas ambulantes, mas mudar a rota então, torna-se um simples convite despretensioso e quase gastronômico, no sentido de degustar um caminho novo para seja lá o que for, ainda que seja a maneira com que você lava os seus pratos todos os dias ou prepara um ritual para dormir.

Já é bem sabido que se eu pudesse engoliria o mundo para sentir tudo dele, de uma só vez, mas me contento com a experimentação das novas rotas que a fluidez e a dinâmica da vida me presenteiam a todo mundo. Elas se tornam experiências fascinantes porque o primeiro movimento é sempre o meu, aquele que me coloca aberta às maravilhas que estão por vir. Isso não tem como ensinar ou transmitir, é crença constituinte da minha alma e o que me rege na grande maioria das vezes, mas o meu recado pode ser válido, bem aproveitado e não vai te custar nada:

Enjoy verdadeiramente a sua própria jornada e vai se surpreender também.

Renata

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s